Page 14 - SIM 246
P. 14

REPORTAGEM







































            PATRIMÓNIO INDUSTRIAL DO


            INSTITUTO MONSENHOR AIROSA


            PASSA A SER VISITÁVEL
            V             árias instituições de Braga                                   turísticos na cidade de Braga. O nosso objetivo



                                                                                        é dotar os nossos alunos de competências téc-
                          uniram esforços para criarem
                          um Centro Interpretativo nas
                                                                                        nicas, culturais, científicas, mas também sociais.
                                                                                        Este desafio acaba por responder plenamente a
                          instalações da fiação do Ins-
                          tituto Monsenhor Airosa, em
                          Braga,  a  fim  de  ser  visitável.
                                                                                        Visitas vão começar em veículos amigos do
                          A ideia é que os operadores                                   este objetivo”.
             de turismos conheçam as instalações e levem os                             ambiente
             seus clientes a visitar aquele que foi um local de                         A Etuklminho é um dos parceiros que se asso-
             criação de emprego para pessoas desfavoreci-                               ciou ao projeto. Iniciada há poucos anos, amiga
             das (uma parte) e outra para cidadãos de Braga                             do ambiente (todos os veículos são elétricos) e
             que trabalhavam em tecelagem. Mas nem só                                   adaptada (“porque pessoas com mobilidade re-
             de turismo viverá este nova pólo: a organização                            duzida podem viajar nestes tuktuk”), a empresa
             pretende que seja também um ponto de inte-                                 espera criar novos roteiros com a abertura desta
             resse para escolas,  já que a história da tecela-  ficar obsoletos – no entanto, se se ligassem acre-  nova ‘paragem’. Fátima Meira, representou Fi-
             gem nacional repousa ali. Para se ter uma ideia,   ditem  que  voltariam  a  trabalha!”,  avisou,  agra-  lipa Meira, e explicou que “somo uma empresa
             a máquina mais  antiga do Museu da Indústria   decendo às instituições o contributo que estão   inclusiva e que quer levar a cultura e conheci-
             Têxtil, em Riba de Ave, é mais recente que a mais   a dar para revitalizar aquele espaço, entretanto   mento a todos”.
             nova que se encontra nas instalações do Institu-  todo limpo. “Seria um crime que se deixasse isto
             to Monsenhor Airosa (IMA) – os teares Jacquard   ao abandono, sem se fazer nada”, finalizou.   Também a Universidade do Minho quis estar
             que davam trabalho às mulheres acolhidas pela   Para Rui Sousa, da SabForma, é “importante que   presente neste protocolo que une várias enti-
             instituição.                                                               dades,  através  da professora Senhorinha Tei-
                                                  mais empresas se unam a este projeto e que ou-  xeira,  da Universidade  do Minho,  curiosamen-
             O protocolo de cooperação agora firmado en-  tras empresas ‘patrocinem’ um tear, uma forma   te, da área dos sistemas informáticos, mas que,
             tre o IMA, a Academia de Formação Sabforma,   de recuperar todo este espaço, que faz parte   confessou,  acabou por “estudar mais  sobre os
             a Escola Profissional Profitecla e a Etukminho.   da memória industrial da cidade de Braga”, que   teares e ‘meter mãos à massa’ quando vim para
             O presidente da direção do IMA, Luís Gonzaga   acaba de abrir uma secção da empresa específi-  aqui limpar este espaço, de maneira a deixá-lo
             Dinis, congratulou-se pela “nova vida que estes   ca de Consultoria para a área do Turismo.  digno”.
             teares podem ter. Numa altura em que não ha-  A operacionalização deste projeto está a cargo
             via Estado Social, foi o Monsenhor Airosa que,   da Profitecla, que esteve representada pelo di-  No final da sessão, depois da assinatura do pro-
             muito a custo, os comprou para dar trabalho às   retor Hugo Sousa, que “lembrou a capacidade   tocolo, foi a vez da voz da jovem fadista Margari-
             pessoas desfavorecidas que ajudava, chegando   da escola em trabalhar projetos desta natureza,   da Moreira ecoar pelo pavilhão onde ‘repousam’
             a receber aqui reis e presidentes da república.   sendo a primeira a oferecer formação para guias   os teares.
             Entretanto, com o passar dos anos começaram a

            14 · FEVEREIRO · 2020
   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19